HortenHo229

Sim, a discussão sobre isto pode ser polêmica mas uma coisa é real, estas super armas nazistas poderiam ter mudado o rumo da guerra caso tivessem chegado a tempo e em quantidades suficientes. Ainda que isto não aconteceu algo é certo, os alemães estavam à vanguarda do desenvolvimento tecnológico e estas armas, muitas delas ainda no papel, influenciaram decisivamente o desenvolvimento de toda uma quantidade enorme de armas futuras que hoje fazem parte de todos os exércitos do mundo, mas algumas são tão revolucionárias, tão modernas, tão saídas de outro tempo que parece ate que um viajante do tempo os visitou e lhes passou as dicas, só pode!

Vejamos então 10 super armas nazistas que poderiam ter mudado o rumo da guerra.

Me-262

O Me-262 foi o primeiro avião caça a jato operacional do mundo. A pesar de ter voado cedo durante a segunda guerra mundial somente entrou em operação para o final de 1944.

Com um design revolucionário, excelente desempenho (900 kms/h) e colocando em prática características muito relevantes como as “asas em flecha” que seriam fundamentais no design de caças no futuro, o Me-262 colocaria a aeronáutica em outro patamar.

Nunca produzido em números suficientes (em março de 1945, 37 Me-262 seriam lançados contra 1.211 bombardeiros e 632 caças de escolta) e tendo o projeto atrasado por demandas do Hitler para que o novo caça fosse também bombardeiro, o Me-262 não teve peso decisivo no final da guerra, porém os especialistas concordam que se construído em número suficiente teria barrido os aliados dos céus da Alemanha.

Conforme se observa num relatório aliado sobre a situação em 1945: “Os relatórios de combate afirmam que a velocidade de aproximação desses caças era tão grande que eles frequentemente não tinham tempo para disparar mais de uma rajada. Mais de um artilheiro da traseira reportou que embora tivesse aberto fogo a 1.600 metros teve somente tempo para disparar 200 tiros antes do caça se afastar 3-4 segundos depois a 64 metros, e um reportou que foi incapaz de rodar a sua torre suficientemente rápido para atacar o caça apesar de ter aberto fogo a 1.600 metros…”

ME_262_2
Versão de caça noturna equipado com radar

 

Impressiona não?
Impressiona não?

Ar-234

O segundo avião a jato operacional do mundo foi o Ar-234, porém foi o primeiro bombardeiro a jato a entrar em operação do mundo. Foi o primeiro a usar paraquedas para frear e foguetes para decolar.

A pesar de ser bombardeiro o maior sucesso deste modelo foi como avião de reconhecimento aproveitando a velocidade de quase 900kms/h era virtualmente impossível de detectar ou interceptar. Prova disso foi as toneladas de fotos e informação que um Ar-234 recolheu em agosto de 1944 da cabeça de ponte aliada em Normandia. Os aliados não tem registro destas missões o que demonstra a furtividade do avião.

Como escreveria mais tarde o Leutnant Sommer anos depois: “Depois desta primeira saída, muitos oficiais de alta patente vieram a Juvincourt conhecer o avião, mas era tudo muito secreto e eles não foram autorizados a vê-lo.”

ar234_01Arado_234B_2a

Visão noturna

A Zielgerät 1229 era parte das super tecnologias que os nazistas estavam desenvolvendo. Nada menos que um aparelho de visão noturna, e não somente isso, pequeno o suficiente para ser equipado num fuzil de assalto. Isto permitia a um soldado alvejar inimigos durante a noite sem possibilidades de ser descoberto.

Algumas versões indicam que tanques tinham sido equipados com protótipos deste aparelho de visão noturna. O equipamento era chamado de Vampiro, e sem duvida poderia ter tido um peso importante na guerra se tivesse sido usado em larga escala.

mira mira2

Foguete nazista

Silbervogel ou pássaro de prata era um avião foguete que podia sair da atmosfera terrestre e viajar pelo espaço. O objetivo? Ter um aparelho capaz de atravessar o oceano atlântico e bombardear Estados Unidos. O projeto era incrivelmente futurista.

Este aparelho entre outras coisas, iria acelerar até Mach 3 (estamos falando de 1942!), subir ate a órbita baixa da terra e de la iria voar aos pulos como quando você joga uma pedra num lago. O design explorava por primeira vez a possibilidade de a própria estrutura do avião gerar sustentação para o voo, algo que hoje todos os caças modernos possuem! Escrevi sobre ele aqui blog, você pode saber mais clicando aqui.

Zemanta Related Posts Thumbnail

Sturmgewehr 44 ou Stg 44

Foi o primeiro fuzil de assalto do mundo e inspiração para todos os modelos de fuzis de assalto ate hoje. O Ak47 foi desenvolvido em base a este modelo alemão que se mostrou altamente eficiente em combate. Algumas versões foram equipadas ate com visão noturna.

Era leve, seguro, fácil de usar e muito precisa. Uma simples companhia armada com StG44 tinha um poder de fogo devastador sobre o inimigo, por isso essa arma tornou-se muito temida pela infantaria aliada que a enfrentava. O StG 44 foi muito usado nos estágios finais da guerra e principalmente na ofensiva de inverno de Hitler no setor das Ardennas.

Bundesarchiv_Bild_146-1979-118-55,_Infanterist_mit_Sturmgewehr_44

V2

Durante a guerra, Alemanha desenvolveria uma arma fabulosa, a V2, ou arma de vingança 2 (Vergeltungswaffe 2). Saída de uma história de ciência ficção, a V2 aterrorizaria as cidades britânicas. Ate o final da guerra cerca de 3000 delas seriam lançadas.

O grande medo que esta arma causava era que não havia aviso algum do ataque, caia silenciosamente sem ser detectada. A população tinha se acostumado aos bombardeios, os quais eram antecipados pelo radar. Ate a V1 era detectável. Já a V2 não podia ser antecipada e o fato de ser incapaz de parar uma arma dessas era espantoso!

A V2 decolava como qualquer míssil moderno e acelerava a mais de 5000 kms/h ate acabar o combustível, logo caia em parábola seguindo uma trajetória de bala de canhão.

Estamos falando da tecnologia que mais tarde permitiria as viagens espaciais! Alias, a primeira foto da terra desde o espaço foi tirada desde uma V2 lançada nos Estados Unidos. Se quiser saber mais sobre esta arma eu falei dela aqui.

2.WK: V2 v2b

Gotha Go-229 ou Horten Ho-229

Este é o avião mais avançado e mais a frente do seu tempo que fora projetado e construído pelos alemães. Se o Me-262 já era muito revolucionário, este projeto era de outro planeta. Não somente isso, chegou ate a ser construído!

Alguns protótipos estavam prontos antes do final da guerra e voaram em testes. Algumas fontes indicam ate que fora testado em combate. Vários destes aviões estavam prontos quando os americanos capturaram a fabrica da Gotha em abril de 1945. O protótipo Ho-229V3 foi prontamente desmantelado e levado para os Estados Unidos onde forma parte da  coleção do Smithsonian. Engenheiros da Northrop visitaram o museu e fizeram diversos testes no modelo para logo utilizar os conceitos no famoso bombardeiro B2 Spirit.

O Ho-229 podia alcançar a velocidade de quase 1000 km/h, ter alcance de 2800 km e ainda voar a mais de 15k de altura o que o fazia inalcançável para qualquer avião aliado da época. Alguns dizem ainda que tinha características Stealth de invisibilidade aos radares. Estudos posteriores realizados por engenheiros da Northrop demonstraram que o cone do nariz do avião feito em madeira compensada tinha um componente a base de carbono na cola da madeira que absorvia radiações de radar nas frequências usadas na época.

go_229 Ho229_SASM HortenHo229

Ta 183

Este caça era parte da segunda geração de caças da Luftwaffe desenvolvido para substituir o Me-262. Era projetado para chegar aos 1000 km/h. Não chegaram a fase de testes a pesar de existirem protótipos terminados. Os russos e americanos tomaram as fábricas destes jatos e seus protótipos, técnicos e projetos foram transportados para a Russia e os Estados Unidos dando origem ao F-86 sabre e ao Mig-15.

O Ta-183 foi planejado para ir armado com 4 mísseis ar-ar guiados por rádio ou fio. A Siemens na época já trabalhava sobre um modelo de míssil guiado por infra-vermelho que teria sido o pai do famoso AIM 9 Sidewinder.

ta183bg_24

Mísseis

Ruhrstahl X-4 era um míssil guiado via fio. Parece estranho, mas muitos mísseis anti tanque modernos usam esta tecnologia hoje em dia. Nunca entrou em combate, mesmo assim o X-4 foi a inspiração para todos os mísseis guiados modernos.

O sistema de guia era simples, o piloto lançava o míssil que era controlado via Joystick corrigindo a trajetória ate atingir o alvo. O míssil não detonava por impacto e sim por um sensor de proximidade acústico. Mesmo que não foi nunca um míssil muito prático, ele foi o ponto de partida para o futuro do combate aéreo. Este era o modelo que ia equipar o Ta-183.

Os alemães também desenvolveram todo tipo de mísseis, Ar-Ar, Terra-Ar, Ar-Terra, etc. Entre eles a Fritz X que fora testado em combate com certo sucesso afundando o cruzador Roma. Como ele era radio controlado também logo os americanos conseguiram interferir no mecanismo de guia ou simplesmente faziam cortinas de fumaça anulando a capacidade de acertar o alvo. Mesmo assim o seu legado existe hoje nas modernas bombas inteligentes e misseis anti-navio.

800px-Ruhrstahl_X-4_missile

Submarino Tipo XXI

Enquanto que na época todos os submarinos eram na verdade botes submergíveis e andavam a maior parte do tempo na superfície, o Tipo XXI foi o primeiro verdadeiro submarino da historia. O design revolucionário já estava pensado para otimizar a navegação submarina. Por primeira vez um submarino era mais veloz submergido do que navegando em superfície. Era equipado com sofisticados instrumentos eletrônicos: radares, sonares passivos e detectores de ondas eletromagnéticas.

Enquanto que os submergíveis da época não tinham o minimo de conforto o Tipo XXI ia equipado com chuveiro e freezer para conservar os alimentos. Nenhum Tipo XXI entrou em combate e somente alguns tiveram missões de teste. Um Tipo XXI navegou silenciosamente entre navios de guerra americanos sem ser detectado perto do final da guerra..

800px-2004-Bremerhaven_U-Boot-Museum-Sicherlich_retouched U3008

Fontes aqui, aqui, aqui e aqui.

10 super armas nazistas que poderiam ter mudado o rumo da guerra

stark


We have a Hulk ;-)


Post navigation


  • Pingback: V2, esta arma poderia ter mudado o rumo da guerra - InstigatoriumInstigatorium()

  • Pingback: [Aniversario Instigatorium] Os 10 melhores posts de 2014 - InstigatoriumInstigatorium()

  • Pingback: Conheça as misteriosas fábricas subterrâneas nazistas - InstigatoriumInstigatorium()

  • Dieki

    O desespero para tomar a Alemanha nem foi entrar para a história como o liberador do mundo. Foi para roubar os segredos da Werhmacht. Alguns itens que entraram para a história foram ridiculamente chupinhados dos projetos alemães, como o AK-47 citado.

    • Stark

      Dieki,

      Verdade, a famosa operação paperclip no caso dos americanos. No filme caçadores de obras primas da para ver um detalhe interessante, frequentemente os americanos invadiam o terreno que era dos soviéticos antes deles chegarem para levar tudo o que podiam.

    • A STG-44 me lembra a AK-47.

  • Juno Bass

    Poderia também ser citado o Heinkel He 162 “Salamander” ou “Volksjagger”, caça a jato de desempenho superior aos dos melhores caças aliados – velocidade de cruzeiro de 830km/h e máxima de mais de 900, teto de serviço de 12mil metros, razão de subida diabólica de 23m/s (quase o dobro dos melhores caças aliados) e desenvolvido com a proposta de baixo custo (o Me-262 era superior mas caríssimo) e alta produção em curto prazo. Tinha soluções tecnológicas avançadas, como o primeiro assento ejetável que se tem notícia. Chegaram a ter cerca de 160 unidades totalmente operacionais, umas 200 em testes finais e cerca de 600 em produção acelerada. Embora os “Volksjaggers” tenham se saído de forma muito positiva nos combates que enfrentaram, entraram efetivamente em ação tão tarde (19 de abril, a Guerra na Europa acabou em sete de maio) que não fizeram diferença.

    • Randeval

      Num livro que tinha dizia que o primeiro assento ejetável foi um aviao de reconhecimento que nao lembro o nome, mas ja vi que tem vídeo dele no youtube. Um que tinha uma hélice a frente e uma atrás. Também bem avnçado para a época

      • Stark

        Randeval tudo bem?

        Isso mesmo, o Dornier 335 tinha assento ejetor, também tinha o Heinkel 162 salamander. Porém o primeiro a equipar um foi o Heinkel 219, inclusive o primeiro registro de uso em combate do assento foi feito em 1943 por uma tripulação de um destes caças noturnos.

        Segundo a Wiki:

        Foi usado pela primeira vez em combate em 1943 pelos tripulantes de um caça noturno He 219 na II Guerra Mundial.

        Equipou também o He 162, e o Do 335 apesar deste último nunca ter visto combate.

  • Paulo

    Deveriam ler o livro : ‘holocausto judeu ou alemão- nos bastidores da mentira do seculo” de S.E.Castan, toda a historia da 2 guerra esta distorcida, e os verdadeiros criminosos estão ai ate hoje tornando o mundo cada dia pior.