2017-07-06t212702z-331708292-rc1a6dd93610-rtrmadp-3-usa-amelia-earhart

Esses dias atrás se falou muito e saiu em todos os médios a sensacional noticia de que teria sido achada uma antiga foto na qual apareceria Amelia Earhart. Esta foto de caráter sensacional podia revelar que a aviadora podia ter sobrevivido ao acidente acontecido durante sua viagem ao redor do mundo em 1937. Porém, descobriu-se que a foto era mais antiga!

Parecia tão bom! Parecia encaixar tão bem a história. Foi feita até superposição de fotos de Fred Noonan e batiam certinho. Só podiam ser eles… só que não…

Depois da noticia aparecer em todos os médios do mundo inteiro, um cidadão japonês descobriu que a foto na verdade foi retirada de um catálogo de viagens que data de 1935, dois anos antes do desparecimento de Amelia Earhart. Bom, e isso quer dizer o que?

A historia

Vou reproduzir alguns trechos da notícia que apareceu no G1 porque… porque sou preguiçoso mesmo. Vamos lá.

Amelia Earhart desapareceu em 2 de julho de 1937, quando tentava dar volta ao mundo, o corpo ou restos de seu avião nunca foram encontrados. Nova teoria sugere que ela tenha sido detida por japoneses nas Ilhas Marshall. Uma mulher que, de acordo com novo documentário do History Channel, parece ser Amelia Earhart, é vista em foto não datada tirada nas Ilhas Marshall.

….

Uma fotografia encontrada no Arquivo Nacional dos Estados Unidos indica que Amelia foi “capturada ou detida” pelas autoridades japonesas e levada às Ilhas Marianas. A fotografia, intitulada “Atol Jaluit”, mostra uma mulher de cabelo curto – característico da aviadora -, vestida com calças e sentada de costas em um cais das Ilhas Marshall, perto de um homem que se parece com Fred Noonan.

….

Os especialistas da equipe de investigação consideram que a fotografia, que mostra a embarcação japonesa “Koshu” rebocando um objeto que poderia ter o mesmo tamanho do avião de Amelia, pode ter sido tirada por um espião americano que informava sobre a atividade militar japonesa no Pacífico. “Acreditamos que o Koshu a levou (das ilhas Marshall) a Saipan (nas ilhas Marianas) e que morreu lá quando estava sob custódia dos japoneses (…). Não sabemos como nem quando morreu”, disse à “NBC” o produtor executivo do programa, Gary Tarpinian. Por sua vez, as autoridades japonesas asseguraram que “não têm ciência” de que a aviadora havia estado lá.

O buraco pode ser bem mais embaixo

Há muitas teorias sobre o caso da famosa aviadora, mas há certos detalhes que são bem interessantes. Por quê tanto os japoneses quanto os americanos se jogam a bola mutuamente até hoje? Os americanos quase que aceitam de forma definitiva que Amelia Earhart sobreviveu ao acidente e foi capturada, morrendo depois em cativerio em algum momento do ano 1944 antes da invasão americana de Saipan.

Os japoneses dizem que não existe nenhuma evidência e que eles não tem um documento sequer que possa dar o mínimo indicio de que a aviadora americana esteve cativa em Saipan.

Bom aqui tem duas coisas interessantes. A primeira é que se os japoneses tinham Amelia cativa e a executaram, é obvio que iriam fazer desaparecer todos os documentos ao respeito. Como iria reagir a população americana da época se soubessem que tinham executado uma das maiores figuras públicas e uma verdadeira queridinha do povo?

A segunda é que os americanos não iam ficar falando sobre isso se não tivessem alguma evidência firme. Segundo o vídeo que coloco no final do post, provas foram encontradas em Saipan após a invasão americana. Uma delas é uma foto que teria sido tirada com o mesmo tipo de câmera que a Amelia Earhart levava.

Tem um outro detalhe não menor sobre o assunto. Fica claro que os americanos já espionavam os movimentos japoneses no Pacífico desde os anos 30. Numa época em que não existiam médios para tirar fotografias aéreas sem ser detectado e derrubado, as informações sobre bases remotas em ilhas remotas eram muito difíceis de serem obtidas. Um voo como o de Amelia Earhart, super publicitado na época, podia ser uma forma de chegar perto desses lugares e quem sabe tirar algumas fotos, aproveitando a publicidade os japoneses não se atreveriam a derrubar o avião.

Pelo mesmo motivo, os japoneses já deviam estar cientes de que podia acontecer isso mesmo e podem ter tomado medidas para seguir e monitorar a rota de voo de Amelia Earhart.

Sendo assim, fica aberta uma linha de investigação bem interessante. Devo dizer também que discordo de que o avião de Amelia Earhart tenha sido derrubado pelos japoneses, com tanto combustível encima do avião isso teria dado uma bela explosão. Penso talvez que eles a tenham interceptado e obrigado a mudar de rota e pousar em algum outro lugar sendo lá capturada.

Conclusão

Um dossiê inteiro desaparecido, fotos misteriosas, informações contraditórias… todos os ingredientes de um bom mistério que talvez nunca consigamos desvelar por completo.

Nenhuma das autoridades japonesas da época ou possíveis testemunhas podem ser achadas hoje ainda com vida. Documentos foram apagados e fotos não são conclusivas. Existe ainda a questão do voo de espionagem. Se isso for verdade, registros mencionando isso foram a tempos destruídos.

É possível que os japoneses realmente tenham achado evidências suficientes como para condenar Amelia Earhart e Fred Noonan a fuzilamento por espionagem. Em cujo caso nenhuma das duas partes sairia a público a admitir tudo isto.

Vídeo da notícia original:

Vídeo que mostra que a foto era de um catálogo de viagens:

Vídeo de uma das tantas teorias:

2017-07-06t212702z-331708292-rc1a6dd93610-rtrmadp-3-usa-amelia-earhart

amelia-earhart-docume-fran

Fonte: Fotografia sugere que aviadora Amelia Earhart pode ter sobrevivido a acidente | Mundo | G1

Aquela mulher na fotografia não era Amelia Earhart!

stark


We have a Hulk ;-)


Post navigation