03-gettyimages-809567

Em 1981 a estudante russa Larissa Savitskaya sobreviveu a um acidente entre dois aviões e a uma queda de 5220 metros de altura. Saiba com isso aconteceu.

Aquele dia Larissa Savitskaya viajava num avião de passageiros da empresa Aeroflot que bateu em pleno ar com um bombardeiro Tupolev Tu-16k morrendo 37 pessoas. Larissa voltava da sua lua de mel no extremo oriente russo com o seu marido. A queda do avião aconteceu em 8 minutos.

Quando se soube do acidente os grupos de busca começaram a trabalhar sem encontrar sobreviventes. Três dias depois do acidente encontraram a Larissa apenas com machucados não muito sérios. Ela tinha uma costela e um braço quebrados, um machucado na coluna vertebral e comoção cerebral.

O bombardeiro Tu-16k arrancou o teto do avião de Larissa durante o acidente. Como consequência a temperatura na cabine passou de 25 graus a -30 graus. O avião de Larissa perdeu as asas durante a queda e começou a se desintegrar. O pedaço do avião onde Larissa estava planou de alguma maneira e somado a que caiu num terreno de pântanos salvou a vida dela.

Na época o governo Soviético censurou a notícia da única sobrevivente do acidente dizendo que Larissa tinha sofrido um acidente num voo de planador. A empresa Aeroflot pagou uma indenização de 75 rublos soviéticos, o equivalente a 20 dólares americanos.

Larissa Savitskaya só falou do acidente abertamente muito tempo depois, em 2002. Larissa faleceu em 2013.

Fonte: Un día como hoy… de 1981 | Noticias de Rusia | RBTH

Larissa Savitskaya sobreviveu a uma queda de 5220 metros!

stark


We have a Hulk ;-)


Post navigation