dia-D-normandia

O Dia D chamado também de “o mais longo dos dias” foi a maior operação anfíbia da historia dirigida a invadir a Europa em poder dos nazistas para liberta-la. Já são 70 anos desde aquele fato que marcou a historia para sempre.

Tudo mundo conhece mais ou menos alguns fatos sobre isto, muitos conhecem ate vários detalhes históricos, o que talvez não saibam é o que vamos comentar neste post hoje.

O Dia D, conhecido no ocidente como o evento que virou a guerra em favor dos aliados (na verdade foi a batalha de Estalinegrado) e a pesar de que todos pensamos que a invasão à Normandia foi o começo do fim para os nazistas isto não foi tão assim, na verdade os americanos estavam já correndo contra o relógio porque os russos desde o leste vinham devorando terreno rapidamente e dando um pau nos nazistas que se defendiam heroica, desesperada e inutilmente.

A pesar do Stalin estar reclamando um segundo fronte desde 1942 para aliviar a pressão nos russos, os aliados vinham demorando a invasão, de fato e para acalmar um pouco o tio Stalin, eles invadiram a Itália, que sinceramente, talvez nem era preciso mas pelo menos encobria um pouco o fato dos americanos estar demorando a invasão da Europa.

Assim enrolaram o tio Stalin, porem havia que invadir desde um ponto do qual pudessem chegar até Berlin e ganhar a corrida dos russos. Churchill queria invadir a Grécia e subir verticalmente ate a Polônia e tinha seus motivos. Inglaterra e França eram os “garantes” da liberdade polonesa quando os nazistas a invadiram, de fato, tropas polonesas lutavam e morriam em Monte Casino sem saber que seu país estava sendo entregue aos comunistas porque Rossevelt e Stalin haviam decidido já a nova ordem mundial apos a guerra.

A pesar das protestas de Churchill a Polônia não pode permanecer democrática e a URSS foi quem definiu suas novas fronteiras e seu sistema politico, como no resto do leste europeu.

Descartada qualquer ação capaz de salvar o leste da Europa das garras do comunismo o que sobrou foi invadir a França e correr para Berlim. Neste ponto se conhece bem a historia, e se não na Wiki tem uma bem detalhada. Milhares morreram nas praias e poderiam ter sido bem mais se não fosse o grande trabalho que a inteligencia fez para encobrir o verdadeiro local de desembarque. Isso salvou a invasão porque se os panzers que estavam esperando a invasão em Calais tivessem estado na Normandia talvez a historia fosse outra.

Depois da invasão naquele 6 de junho de 1944, o Dia D, os aliados ainda ficariam quase 2 meses enrolados numa luta corpo a corpo sem praticamente avançar, até que o famoso general Patton achou uma ponte ainda intacta e dirigiu seus tanques por esse gargalo parado num cruzamento de caminhos orientando o transito de suas tropas, por esse fino gargalo passou um exercito inteiro que pretendia e conseguiu rodear aos nazistas que bloqueavam as tropas em Normandia. Dai para frente foi um abraço, os nazistas tiveram que se retirar e os aliados iniciaram a corrida ate Berlim.

DIA-D
Dia D. A operação foi gigantesca.
DIA-Dparatroopers
Os paraquedistas foram lançadas a noite anterior detrás das linhas inimigas.
DIA-Drec
Nem precisa de legenda…
DIA-Ds
Defesas alemãs nas praias.

DIA-D_MAPA1 DIA-D_normandia1

O dia D, a invasão da Normandia

stark


We have a Hulk ;-)


Post navigation


  • Eisenhower

    Texto fraquíssimo, cheio de erros de português.

    • Pablo D. P. Ernst

      Bom dia Eisenhower,

      Desculpe se o texto não estava a altura das suas expectativas, na verdade não tinha pretensão de ser um texto técnico e cheio de detalhes.

      Seja bem vindo e espero que continue a nos visitar.

  • Pingback: Dia D: Já se passaram 70 anos | Sede Insana()