5 aviões a jato nazistas desenvolvidos durante a segunda guerra mundial

Sem duvida os técnicos alemães estavam na vanguarda tecnológica durante a segunda guerra mundial. Durante esses anos criaram a base das tecnologias que usamos hoje em dia. Uma delas o avião a jato. Neste artigo falo sobre 5 aviões a jato nazistas desenvolvidos durante a segunda guerra mundial.

HE 178

aviões a jato nazistas

Foi um marco da aviação mundial. Voou pela primeira vez em 1939 apenas dias antes da invasão da Polônia e do começo da segunda guerra. Criado como prova de conceito apenas, o He 178 era um protótipo bem simples, desarmado e com pouca autonomia, porem, funcional ao que se propunha demonstrar.

Durante seu primeiro teste com sucesso voou com o trem de pouso abaixado por segurança. Mais tarde faria um novo voo atingindo a velocidade de 650kms/h. Lembrando que essa velocidade não seria atingida por um avião qualquer que seja ate o ano 1944.

Heinkel ligou rapidamente para o governo para anunciar o que tinha em mãos. Chegou a mostrar o protótipo a altas autoridades da Luftwaffe, porem uma mistura de falta de compreensão e conservadorismo engavetou este projeto revolucionário.

Heinkel continuou mesmo assim com o desenvolvimento de aviões a jato em privado e chegaria mais tarde ao He 280, competidor direto do Me 262.

 

HE 280

 

aviões a jato nazistas

Foi o primeiro caça com motor a jato do mundo (não o primeiro a entrar em operação). Baseado na experiencia do He 178, Heinkel criou um novo protótipo porem agora com aplicação pratica. O novo avião de caça com motor turbo jato tinha como missão demonstrar as autoridades da Alemanha nazista que seu protótipo inicial não era apenas um brinquedo mas o futuro da aviação.

Heinkel começa os trabalhos no novo caça logo apos a apresentação do He 178 as autoridades do ministério do ar alemão. O novo protótipo teria inovações e elementos pouco comuns em designs da época como o uso de um trem de pouso triciclo. A grande inovação foi a introdução por primeira vez na historia de um assento ejetor do piloto que funcionava com um mecanismo a ar comprimido (os modernos usam foguetes) e que também fora usado por primeira vez neste aparelho em situação real de emergência.

Depois de alguns atrasos por conta dos novos motores, o He 280 voou pela primeira vez no final de 1941. Novamente não impressionaria aos burocratas do ministério do ar. Apenas um aspecto foi destacado pelos políticos, o fato dos motores a jato utilizarem querosene em lugar de gasolina de alta octanagem. O querosene é mais barato e mais fácil de produzir que a gasolina.

Para o ano 1943 Heinkel tinha uma ordem para entregar 20 unidades iniciais seguidas de mais 300. Uma combinação de atrasos e de problemas técnicos nos motores obrigou a empresa a adaptar um outro motor (Junkers Jumo 004) para o qual não estava desenhado. Problemas de performance, problemas técnicos e de produção acabaram por inclinar a decisão do ministério do ar em favor do Me 262 o qual sim era desenhado desde o começo para usar os motores Junkers Jumo. Sem uma característica especial que desse vantagem ao He 280, o projeto acabou sendo cancelado.

 

ME 262

 

aviões a jato nazistas

Impressiona não?

O Me-262 foi o primeiro avião caça a jato operacional do mundo. Mesmo tendo voado cedo durante a segunda guerra mundial, o primeiro voo foi em 1942, somente entrou em operação para o final de 1944.

Com um design revolucionário, excelente desempenho (900 kms/h) e colocando em prática características muito relevantes como as “asas em flecha” que seriam fundamentais no design de caças no futuro, o Me-262 colocaria a aeronáutica em outro patamar.

Nunca produzido em números suficientes (em março de 1945, 37 Me-262 seriam lançados contra 1.211 bombardeiros e 632 caças de escolta) e tendo o projeto atrasado por demandas do Hitler para que o novo caça fosse também bombardeiro, o Me-262 não teve peso decisivo no final da guerra, porém os especialistas concordam que se construído em número suficiente teria barrido os aliados dos céus da Alemanha.

Conforme se observa num relatório aliado sobre a situação em 1945: “Os relatórios de combate afirmam que a velocidade de aproximação desses caças era tão grande que eles frequentemente não tinham tempo para disparar mais de uma rajada. Mais de um artilheiro da traseira reportou que embora tivesse aberto fogo a 1.600 metros teve somente tempo para disparar 200 tiros antes do caça se afastar 3-4 segundos depois a 64 metros, e um reportou que foi incapaz de rodar a sua torre suficientemente rápido para atacar o caça apesar de ter aberto fogo a 1.600 metros…”

O general Adolf Galland diria mais tarde que entre 200 e 300 destes aparelhos disponíveis teriam feito grande diferença em 1944. O fato é que mais uma vez quando o caça foi apresentado as autoridades em 1942 a Alemanha estava no pico de poder e não havia uma necessidade de um novo caça. As campanhas de bombardeio massivo dos aliados começariam só no ano seguinte, em 1943. Quando a Alemanha precisou do Me 262 já era tarde de mais.

 

AR 234

aviões a jato nazistas

O segundo avião a jato operacional do mundo foi o Ar-234, porém foi o primeiro bombardeiro a jato a entrar em operação do mundo. Foi o primeiro a usar paraquedas para frear e foguetes para decolar.

A pesar de ser bombardeiro, o maior sucesso deste modelo foi como avião de reconhecimento aproveitando a velocidade de quase 900kms/h. A esta velocidade era virtualmente impossível de detectar ou interceptar. Prova disso foi as toneladas de fotos e informação que um Ar-234 recolheu em agosto de 1944 da cabeça de ponte aliada em Normandia. Os aliados não tem registro destas missões o que demonstra a furtividade do avião.

Como escreveria mais tarde o Leutnant Sommer anos depois: “Depois desta primeira saída, muitos oficiais de alta patente vieram a Juvincourt conhecer o avião, mas era tudo muito secreto e eles não foram autorizados a vê-lo.”

Mais uma vez os alemães demoraram em avaliar o revolucionário deste tipo de aeronave. Visões conservadoras dentro dos altos mandos não deram a devida atenção e nem consideraram o projeto como prioritário ate ser demasiado tarde.

 

HE 162

aviões a jato nazistas

Fruto de necessidades variadas, o He162 era um caça que ainda que chegou a ser produzido em um numero respeitável de unidades em curto prazo de tempo, chegou muito tarde como para fazer alguma diferença. Produzido em madeira (para economizar matérias primas), barato e fácil de voar, foi chamado de “caça do povo” devido a que seria voado basicamente por pilotos novos e com pouco ou nada de treinamento.

O design era pouco comum. Cauda em “V” e pontas das asas dobradas para baixo. Deve ser o único caça do seu tipo com o motor instalado encima da fuselagem. Algumas fontes dizem que isto era para facilitar a tomada de ar do motor e a saída dos gases. Outras dizem que era para facilitar a troca do motor ja que os motores a jato da época eram construídos com materiais mais “brandos” por economia, o que reduzia a durabilidade a apenas algumas horas de voo. Logo, era importante ser fácil de substituir. Vinha ainda equipado com assento ejetor e alcançava os 840 kms/h.

Sendo um projeto muito tardio na guerra, o primeiro protótipo voou em dezembro de 1944, sofreu fortes criticas do general e “experten” Adolf Galland, que era favorável a concentração da produção em um único aparelho que já estava sendo produzido na época, o Me262.

Para o final da guerra 300 unidades estavam disponíveis e outras 800 estavam em diferentes etapas de construção. Era muito tarde, já não havia pilotos. De fato, apos a reorganização da industria alemã por parte de Milch, a construção de aeronaves em 1944 superava a produção total de aviões de todos os tipos somados os anos de 41 a 43. A falta de pilotos e de combustível deixou esta força área sem asas.

O He162 chegou a entrar em combate e ha pelo menos dois abates confirmados inclusive pelos registros dos aliados.

 

GO 229

aviões a jato nazistas

Este é o avião mais avançado e mais a frente do seu tempo que fora projetado e construído pelos alemães. Se o Me-262 já era muito revolucionário, este projeto era de outro planeta. Não somente isso, chegou ate a ser construído!

Alguns protótipos estavam prontos antes do final da guerra e voaram em testes. Algumas fontes indicam ate que fora testado em combate. Vários destes aviões estavam prontos quando os americanos capturaram a fabrica da Gotha em abril de 1945. O protótipo Ho-229V3 foi prontamente desmantelado e levado para os Estados Unidos onde forma parte da coleção do Smithsonian. Engenheiros da Northrop visitaram o museu e fizeram diversos testes no modelo para logo utilizar os conceitos no famoso bombardeiro B2 Spirit.

O Ho-229 podia alcançar a velocidade de quase 1000 km/h, ter alcance de 2800 km e ainda voar a mais de 15k de altura o que o fazia inalcançável para qualquer avião aliado da época. Alguns dizem ainda que tinha características Stealth de invisibilidade aos radares. Estudos posteriores realizados por engenheiros da Northrop demonstraram que o cone do nariz do avião feito em madeira compensada tinha um componente a base de carbono na cola da madeira que absorvia radiações de radar nas frequências usadas na época.

O que achou do artigo dos 5 aviões a jato nazistas da segunda guerra mundial? Gostou? Deixa teu comentário!

stark

We have a Hulk ;-)

Você pode gostar...