74 anos do melhor tanque da segunda guerra mundial o T-34

Este tanque tem uma historia e tanto. O T-34 foi o melhor tanque do mundo durante a segunda guerra mundial participando com sucesso nas maiores e mais importantes batalhas da segunda guerra mundial. Esteve em serviço em mais de 40 países servindo honoravelmente desde o ártico ate a africa do sul e desde a Polônia ate a coreia do norte. Nada mal. Além do mais era barato e simples ao extremo, algo assim como um Fusca dos tanques, era só colocar gasolina e andar.

O T-34 entrou em testes em março de 1941 e introduzia por primeira vez elementos revolucionários no design de tanques. Usava um motor a diesel (era uma vantagem sobre os tanques alemães da época a gasolina), tinha uma blindagem inclinada e era extremamente fácil de utilizar, assim uma tripulação pouco treinada podia entrar em combate com poucas horas de instrução. A blindagem inclinada não era um mero detalhe, uma placa de ferro de 50 mm de espessura pode ser atravessada facilmente por um tiro frontal, já a mesma placa inclinada é mais difícil de perfurar, dependendo do angulo de inclinação uma placa dessas pode oferecer 70, 80 ou 100 mm de proteção.

O que fazia do T-34 o melhor tanque não era a sua tecnologia nem capacidade de supervivência num campo de batalha, mas o balanço entre características chave que um tanque deve ter como poder de fogo, mobilidade, proteção, custo e simplicidade.

Era tão simples de produzir e tão barato que foi produzido em quantidades absurdas, tanto que no ano 75 a URSS ainda tinha em estoque grandes quantidades em reserva a pesar de ser totalmente ultrapassado na época.

Historial de guerra

O marechal de campo alemão von Kleist falava do T-34, “É o melhor tanque do mundo”. Tinha razão. Quando os alemães invadiram a URSS eles não sabiam da existência do T-34 o qual encontraram logo no segundo dia de combates. Nenhuma arma que os alemães tinham em campo conseguia parar-lo, foi um shock psicológico para os alemães.

O T-34 se mostrou superior a qualquer tanque que os alemães podiam ter no campo de batalha na época, destruir um T-34 se tornou uma tarefa muito complicada. Segundo o general Jodl o próprio Hitler diria depois “Si tivesse sabido da fortaleza dos tanques russos não teria invadido”.

Em um dos primeiros encontros de combate registrados pelas tropas alemãs com um T-34 se recorda que este tanque passou por cima de um canhão anti-tanque de 37 mm, destruiu 2 tanques Panzer IIs e deixou um rasto de 14 kms de caos e destruição ate ser parado por um tiro de canhão a curta distancia, bruto, muito bruto mesmo. Face isto os alemães adaptaram peças de artilharia de 105 e 88 mm como armas anti-tanque!

Mesmo assim durante o primeiro ano da guerra as perdas foram horrendas devido a tropas mal treinadas, motores quebrados, falta de peças de reposição, falta de comandantes, falta de combustível ou abandono, realmente poucos foram perdidos por consequência de fogo alemão.

Mesmo de forma isolada o T-34 causava impacto no campo de batalha, um soldado alemão reportou que um T-34 recebeu fogo de 6 armas anti-tanque porém o tanque passou por cima delas e atravessou as linhas como se fosse um monstro pre-histórico impenetrável, mesmo sendo atingido por munição de 40 mm de um tanque alemão o T-34 não apresentava danos visíveis.

Após a guerra o T-34 virou um dos monumentos a guerra mais comuns na Europa do leste.

Mesmo parado em pedestais por anos o T-34 não perdia suas qualidades de combate como no caso do vô Maxim, veterano ucraniano da segunda guerra, que indignado com a decisão das autoridades de fechar o museu onde estava um T-34 (que ia virar sucata) o “pegou emprestado” e o levou ate a Romênia onde foi calorosamente recebido. Mesmo depois de anos o motor do T-34 pegou e andou por vários quilômetros!

O T-34 foi essencial para a vitoria da URSS na segunda guerra, foi ponta de lança na batalha de Stalingrado e anos depois na batalha de Berlin. Mesmo superado pelos mais modernos modelos alemães onde há reportes de um par de tanques Tiger I alemães destruindo ate 30 ou 40 tanques russos numa única batalha, o T-34 era tão simples que podia ser construído em quantidades assombrosas enquanto os tanques alemães eram complicados de construir e caros. Assim o T-34 foi a arma decisiva da URSS para ganhar a guerra.

T-34 da Servia usado em 1995!

T-34 da Servia usado em 1995!

 

T-34 do Egito

T-34 do Egito

T34_2

T-34 primeiras séries

T-34_Column ucrania

Coluna de T-34s na Ucrania

t34

Demonstração de como quanto maior o ângulo da blindagem maior a resistência.

T-34_knocked_out_September_1950

T-34 da Coreia do Norte destruído durante a guerra da Coreia nos anos 50

t-34DN-ST-87-07903

Fontes aqui, aqui e aqui.

stark

We have a Hulk ;-)

Você pode gostar...