Historia da Copa do mundo: Finalmente Argentina consegue a copa mas não sem polêmica

Por onde começo a contar a historia desta copa… Na época a Argentina tinha um governo militar e seria o único caso na historia da copa do mundo em que se jogaria num pais com regime totalitário. A falta de garantias ficou em evidência quando muitos dos países ameaçaram não ir ao mundial na Argentina. O grande jogador Holandês Johan Cruyff não participou da copa alegando este motivo justamente.

Como pode acontecer uma copa nestas circunstancias? Bom, João Havelange era o presidente da FIFA na época e era conhecida sua posição em relação a este tema, ele não se importava quem governava e nem a situação politica, abstraindo isso da organização do evento.

As suspeitas de que poderiam ocorrer manipulações se avivaram quando Argentina precisando de uma goleada histórica para continuar na copa, goleia 6 a 0 a Peru. Houve suspeitas porém nada fora comprovado. Um detalhe, o goleiro do Peru era Argentino.

As polêmicas continuaram com estádios mal terminados, arbitragens, gramado plantado de última hora que soltava facilmente, a suspeita de que os Argentinos fraudavam as amostras de urina para testes antidoping, entre outras coisas como o fato da Argentina ter jogado todos os jogos em Buenos Aires enquanto os rivais se desgastaram em viagens por todo o pais.

Apesar do clima da copa, Argentina faz uma melhor campanha e ganha de forma suada a final contra a Holanda.

Participantes: Argentina, Holanda, Brasil, Itália, Polônia, Alemanha Federal, Áustria, Peru, Tunísia, Espanha, Escócia, França, Suécia, Irã, Hungria e México.

Campeão: Argentina

Final: Argentina 3-1 Holanda

Pódio: Argentina, Holanda, Brasil, Itália.

Artilheiro: Kempes, 6 gols (Argentina).

Historia: O mais destacado da primeira fase e do grupo A foi a derrota da dona da casa para a Itália, que já tinha o famoso Paolo Rossi nas suas filas, o mesmo que seria o grande responsável da vitoria da Itália sobre o sensacional Brasil do ano 82. Argentina fica com a segunda vaga do grupo.

Brasil levou um bom time mas não jogava bem, Zico não se encontrou com seu jogo e a seleção sofreria para passar o grupo.

A sensação da copa estava sendo o Peru que empatou com a Holanda e ganhou os outros jogos contra Irã e a Escócia. A Holanda mal conseguiu passar o grupo.

Na segunda fase foi a maior polêmica, talvez, da historia da copa do mundo. A segunda fase se jogou igual a copa anterior, dois grupos com 4 seleções cada. No grupo da Holanda foi sem novidades, a Holanda passou sem problemas, já no grupo do Brasil e da Argentina… Para resumir, se chegou ao último jogo com o Brasil e a Argentina empatados em pontos, o Brasil ganha o último jogo 3 a 1, isso obrigava a Argentina a fazer 4 gols no Peru e não tomar nenhum para poder classificar por diferença de gols. Se consideramos que desde que Menotti era técnico da Argentina a seleção nunca tinha ganhado por mais de 3 gols a missão era quase impossível. O Peru não jogou e tomou um 6 a 0 vergonhoso. O goleiro Argentino do Peru foi responsável falhando em vários desses gols.

Os segundos colocados de cada grupo jogaram pelo terceiro lugar vencendo o Brasil a Itália por 2 a 0 no que já era a essa altura um dos grandes clássicos da historia da copa do mundo.

A Argentina vence a Holanda não sem tomar o maior susto. Com o jogo empatado em 1 a 1, no último minuto do segundo tempo a Holanda acerta a trave. Na prorrogação a Argentina faz mais dois gols e ganha a tão cobiçada copa do mundo.

Curiosidades

– No jogo Brasil e Suécia pela fase de grupos aconteceu um fato bem polêmico, com o jogo empatado no último minuto houve escanteio para o Brasil, a bola é levantada na área e Zico faz o gol mas o juiz o anula alegando que apitou o fim do jogo com a bola no ar.

– A Tunísia faz historia e derrota o México por 3 a 1, seria a primeira vitoria de um time africano na historia da copa do mundo.

– O Brasil se autoproclama “campeão moral” da copa nas palavras do seu técnico por ter terminado a copa em forma invicta e porque só não chegou na final porque Peru entregou o jogo contra Argentina.

– Por primeira vez os fabricantes de uniformes puderam colocar a marca na camiseta.

– O Rob Rensenbrink marcou o gol número 1000 das copas do mundo contra a Escócia.

abrazo-alma

O famoso abraço da alma

argentina-3-x-1-holanda-1978

Argentina 3 Holanda 1.

CM-Logo3Argentina78

Fontes aqui e aqui.

 

stark

We have a Hulk ;-)

Você pode gostar...