Mamute fêmea é encontrada nas ilhas da Nova Sibéria

mamuth

A Sibéria é um cemitério de animais de dimensões épicas, e por lá foram encontrados muitos mamutes, alguns muito bem conservados no permafrost da Sibéria. Porém a novidade é que nunca antes tinha sido encontrado um mamute fêmea.

A relevância, além de ser fêmea, é que tem tecido muito bem conservado, e os Russos estão há um bom tempo estudando como clonar um mamute e trazer eles de volta a vida numa espécie de remake do parque jurássico.

Os mamutes desapareceram há 12 mil anos por conta de uma mudança climática radical na área da sibéria, que congelou animais ainda pastando! Ou seja, tão rápida foi a mudança que muitos animais foram congelados com comida na boca, não tiveram tempo de migrar para um clima mais propicio.

Porque mudou o clima assim? Não se sabe, e no filme “O dia depois de amanhã”, teorizam com a possibilidade de mudanças climáticas radicais. O certo é que aconteceu e hoje mamutes e outros animais são encontrados no permafrost continuamente, isto é, na área da sibéria no qual o solo jamais descongela.

Vi isto no site Voz de Russia.

stark

We have a Hulk ;-)

Você pode gostar...