O voo do Mig fantasma que terminou em tragedia

Em 1989 aconteceu um fato inquietante, um avião soviético apareceu nas telas de radar da Alemanha e claramente se dirigia em curso de invasão de espaço aéreo. Caças decolaram imediatamente e o que interceptaram foi um Mig fantasma.

A guerra fria continuava firme e forte la no final da década de 80. Mesmo com todo o leste europeu se estremecendo com ideias de liberdade. A pesar de que naquela década houve certos sinais políticos de abertura por parte da União Soviética, no meio militar nada mudava. A OTAN e o Pacto de Varsóvia continuavam se vigiando com desconfiança.

Nesse contexto histórico, o destino quis que um 4 de Julho de 1989 (dia da independência americana) o coronel Nikolai Skuridin subisse no seu Mig23 M para um voo de treinamento, o que quer dizer que o seu caça não estava armado salvo pela munição do seu canhão. O Mig23 M já era um caça ultrapassado na época mas ainda vigente. Este modelo em particular vinha dotado de radar de ataque ao solo e lançamento de misseis para ataque de longo alcance.

Mig fantasma

Este era o famoso Mig23. As asas eram de geometria variável como no famoso F-14 americano

Decolou naquele dia desde a sua base na Polônia e logo nos primeiros segundos de voo descobriu que o post queimador do motor não funcionava causando uma perda perigosa de potência do motor. Skuridin, que era um experiente piloto, estava a 100 metros de altura e devia decidir rapidamente o que fazer. Numa questão de segundos chegou a conclusão que a perda de potência era catastrófica e que devia ejetar-se da aeronave.

Skuridin esperou o seu avião cair a qualquer momento, mas isso não aconteceu. Seu Mig23 estabilizou-se e continuou a voar sozinho e em voo ascendente. O insólito e inesperado deve ter deixado os russos um pouco confusos. Em poucos minutos o Mig fantasma estava voando em direção a Alemanha Oriental (que também era comunista).

9 casos onde aviões da OTAN foram derrubados pela União Soviética

Por alguma razão desconhecida, os alemães orientais não fizeram absolutamente nada para interceptar o Mig fantasma. Talvez pensaram que ia cair logo ou talvez nem sabiam do que se tratava aquilo. Nunca saberemos. A questão é que entre a confusão geral o avião já aproximava-se perigosamente da fronteira com a Alemanha Ocidental.

Enquanto isso na OTAN aquele voo pipocou em todas as telas de radar. A organização estava acostumada já com voos como esse onde os russos testavam o tempo de reação dos sistemas de defesa. Por isso logo decolaram dois caças F-15 para interceptação.

Mig fantasma

Um par de belos F-15

O que aconteceu a seguir foi inquietante, o Mig23 entrou no espaço aéreo da OTAN e foi prontamente interceptado. Os controladores de terra não davam crédito ao que os pilotos reportaram, o caça soviético voava desarmado em voo ascendente e sem piloto!

Os F-15 pediram instruções imediatamente. O controle de terra não sabia o que fazer. No melhor estilo Caçada ao Outubro Vermelho, alguém deve ter ligado para o Boris na embaixada russa. Para surpresa de todos os russos guardaram total silêncio sobre o assunto.

O controle de terra pensou em abater o avião mas nunca deu a ordem, provavelmente achando que podia conter no se interior uma arma desconhecida. Vai saber. A questão é que a esta altura do campeonato o Mig fantasma já estava entrando no espaço aéreo da Holanda (dane-se eu chamo de Holanda mesmo). Num bizarro caso de “não é problema meu” os F-15 foram chamados de volta.

Já na Holanda perseveram que o Mig perdia velocidade e logo começaria a perder altitude, o que quer dizer que a queda era iminente. Ao mesmo tempo o caça começou a inclinar-se fazendo uma curva para o sul. Cálculos foram realizados e chegou-se a conclusão que a queda aconteceria em algum lugar na fronteira entre a Bélgica e a França.

Mig fantasma

Avisados os franceses colocaram caças em prontidão. Mas os cálculos estavam na verdade errados. O novo local da queda estimava-se devia ser em alguma região rural da Bélgica.

Como os russos mantiveram total silêncio em relação a aquilo, ninguém queria colocar o dele na reta mandando derrubar o Mig fantasma que Deux sabe o que estaria carregando. O Mig fantasma apos 900 quilômetros de voo caiu finalmente encima de uma casa de campo matando um jovem de 18 anos.

Mig fantasma

A Bélgica reagiu diplomaticamente reclamando que os soviéticos não avisaram de nada, foram lentos nas informações e nunca confirmaram se o Mig fantasma estava carregado com algo perigoso como um dispositivo nuclear ou químico. Os russos limitaram-se a pagar uma compensação econômica.

Esta foi a história do Mig fantasma que terminou em tragedia. Se gostou deixa um comentário!

Fonte

stark

We have a Hulk ;-)

Você pode gostar...