Quando o pai de Svetlana Savitskaya encontrou uma faca na mochila da escola ficou surpreso mas não preocupado. É que sabia que a sua filha não tinha instintos assassinos, mas bem tinha outro tipo de interesses. Ir para a escola com uma faca na mochila não era o que o preocupava (eram outros tempos) e sim o que ela fazia fora do horário da escola. Svetlana tinha 16 anos e a faca em questão era uma faca de paraquedismo.

Svetlana tinha estado (Renan pega essa 🙂 ) frequentando a escola de paraquedismo com seus 16 anos de idade. O pai entendeu a situação e ate apoiou a sua filha. É que ele não era um pai qualquer. Yevgeni Savitsky, piloto de caça varias vezes condecorado durante a segunda guerra mundial e mais tarde, vice comandante da defesa área da União Soviética. Se ele não entendesse o interesse da filha, ninguém o faria!

Aos 17 anos Svetlana tinha 450 saltos (e não estou falando de sapatos) e no ano seguinte quebrou dois recordes. Com 18 anos fez dois saltos estratosféricos desde os 14.250m e desde 13.800m. Enquanto você lê isto não se esqueça, era o ano 1966.

Desde 1966 e pelos próximos 10 anos a guria não parou de surpreender. Foi para a escola de pilotagem, graduou-se instrutora de voo, entrou para a escola de pilotagem de teste e começou a trabalhar para a Yakovlev como piloto de testes. Aos 30 anos de idade o curriculum dessa mulher deixava no chinelo qualquer homem. Ah sim, quer saber outro feito dela? Desde 1969 participava de um time de acrobacia aérea. Em 1970 e com apenas 22 anos ela foi para a Inglaterra participar de um campeonato mundial de acrobacia. Mas que digo participar! Ela foi campeã mundial de acrobacia aos comandos de um feiíssimo (não que isso importe) Yakovlev Yak-18. A imprensa britânica a chamou de “Miss Sensational”.

Cosmonauta

Qualquer um pode pensar que ela já tinha zerado a vida aos 30 anos, e talvez Svetlana tenha pensado isso por um tempo. So por um tempo porque em 1979 participaria de uma seleção da Roskosmos para formar o segundo time de mulheres cosmonautas (o primeiro tinha sido o da Valentina Tereschkova), e em 1980 foi adicionada oficialmente ao time.

Quando a Svetlana Savitskaya subiu desde o cosmódromo de Baykonur na Soyuz T-7 em 1982 em direção a estação espacial Salyut 7, era a segunda vez que uma mulher ia para o espaço na historia. Não foi nada fácil. Já a missão anterior com a Tereschkova 19 anos atras tinha dado bastante discussão sobre o que as mulheres podiam ou não fazer dentro do programa espacial.

Conheça a historia de Valentina Tereschkova, a primeira mulher astronauta

Sendo uma profissão reservada praticamente aos homens, estes não viam com bons olhos a participação da Svetlana na missão. Aqui provavelmente vamos entrar no terreno da lenda, mas se diz que não somente não gostaram, os dois astronautas que estavam na Salyut chegaram a presentar um avental para ela e a sugerir que estava la para fazer a janta. O que sim sabe-se é que um deles chegou a manifestar que a presença dela na estação era de mau agouro. Um comentário digno de marinheiros ainda do seculo XVI!

Que seja. A missão deu certo e a Svetlana estava de volta depois de 8 dias em orbita. Outro feito foi conseguido durante esta missão, o de ser a primeira vez na historia que uma estação espacial era ocupada por astronautas de ambos os sexos.

Na sua segunda missão em 1984 Svetlana conseguiria outros grandes feitos. Foi a primeira mulher a ir duas vezes ao espaço e a primeira a fazer atividades extra-veiculares, a famosa caminhada espacial, permanecendo fora da estação Salyut 7 por mais de 3 horas fazendo testes de ferramentas.

Essa foi a ultima missão, uma outra planejada exclusivamente com mulheres não chegou a se realizar. Svetlana continuou trabalhando no programa espacial ate 1993. Pelos seus voos espaciais recebeu duas vezes a condecoração de Heroi da União Soviética, a mais alta condecoração da URSS. Como se fosse pouca coisa, um asteroide leva seu nome, o 4118 Sveta.

Durante a sua vida como piloto de testes de aviões a jato Svetlana Savitskaya quebrou vários recordes mundias de velocidade a bordo dos famosos Migs e três recordes em paraquedismo. Qualificada para voar em vinte tipos diferentes de aeronaves, retira-se finalmente com a patente de major da força aérea russa (apos a queda da URSS).

Foi eleita para a Duma, o parlamento soviético, em 1989 e reeleita para o parlamento russo em 1999–2003–2007, como representante do Partido Comunista da Federação Russa.

Svetlana Savitskaya

Svetlana Savitskaya

Svetlana Savitskaya

Svetlana Savitskaya

Svetlana Savitskaya

Svetlana Savitskaya, a mulher que ia para a escola com uma faca na mochila!

stark


We have a Hulk ;-)


Post navigation